sexta-feira, junho 29, 2007

portas à vida


Fecharam-se os postigos da casa assolarada fruto de um amor ancestral,
branca e azul anil pincelada a cal .
A janela do quarto traseiro, nunca mais se abriu, nem se viu mais a luz trémula da candeia que sempre acompanhou as noites da nossa vida.
As paredes gritaram em silêncio, não se escuta o som firme das horas a bater no relógio de parede colocado ao canto, o único som é um sopro leve de uma brisa gelada que afaga as cortinas de chita, cosidas por ti e ressequidas pelo sol que nos acompanhou os dias e os passos.
Sobre a mesa esvoaçam os poemas e os livros que leste horas a fio.
Fecharam-se as portas da vida para a rua
.. No 52 já ninguém mora!


Ailéh

27 comentários:

emília couto disse...

ailéh

O Tabaris voltou!


beijos

emília

Irene disse...

acredito que a vida é feita de ciclos e, quando uma porta se abre, é para um dia mais tarde ser fechada; enquanto está aberta temos é que usufruir de todos os momentos...
gostei muito deste texto.
bjs

Toze disse...

Obrigado Ailéh, por teres aceite o convite a contar a história da porta 52 :))

Um Beijo

gabriela r martins disse...

quem disse que já ninguém mora no 52º .quem disse?
apesar da porta cerrada ,há sempre a possibilidade de a voltarmos a abrir .basta um simples querer

( que raiva que me está a dar esta escrita tão certinha .opost impunha.a ,mas amanhã é um outro dia ,e ,ao voltar ,juro que não resisto )

deixo.te ,entretanto ,um beijo.

Margarida V disse...

gostei das tuas palavras.

J.J.J. disse...

Mora ainda no nº 52 da tua memória!

gabriela r martins disse...

nas minhas deambulações cibernáuticas ,de há muito ,que este blogue constitui ,para mim ,paragem obrigatória .e tu sabe.lo ... não digo diária ,mas quase .chego ,sirvo.me à vontade ,descanso e volto a partir .hoje a minha passagem é ,para além do habitual ,um pouco diferente

amigos houve que me distinguiram ... eu passo o testemunho - na qualidade e bom gosto

um beijo!

gabriela r martins disse...

e como uma desgraça nunca vem só ... olha meia Leca ,é mais uma "mão cheia"!!!!!

.
.
.

é o que acontece quando agradamos ,a quem? nunca se sabe!!!!

.

um bêje ,mulhere.

gabriela r martins disse...

arre que esta Meia Leca é surda ,mouca ,vesga e cegueta!!!!
ó mulhere será que a amigdalite te atacou os dedinhos das mãos? a cabeça? vai à Vadiagem de uma vez por todas ,senão nunca mais brinco contigo... ÓVISTE?

bêjes e acorda!

ailéh disse...

Oh gabrelita mas é já la fui vezes sem conta, aquilo não dá para colocar comments,
estou a decidir como e quem irei atribuir as maravilhas, levo tempo, pois levo............
sou meio atravessadiça.. bejes... no stress

o sal da nossa pele disse...

Ao passar, escrevo que as palavras que aqui encontrei são o meu dia de hoje... abraço...

Nilson Barcelli disse...

Olá
Vim aqui porque vi que tinhas o meu link.
Obrigado pela preferência.
Li alguns poemas teus. Escreves muitp bem, gostei. Voltarei para ler mais...
Beijinhos.

gabriela r martins disse...

meia leca!!!!!!
quando é que resolves dar a volta à chave?

.
.
.

abre.me este ferrolho ,mulher ,que já me dói a mão de tanto bater à porta

.
.

um beijo antes de recolher ,porque já vi que daqui não levo nada

leonor almeida disse...

Gostei do blog

daniel sant'iago disse...

Saudades...
Beijo

Mateso disse...

A casa nunca fica vazia. As mem´rias habitam sempre lá.
Gostei muito
Um beijo.

gabriela r martins disse...

regresso meio reconfortada apesar do muito calor e da imensidão das areias

.
.

os desertos são assim

.

tórridos ,mas deixam sempre imensa saudade quando os deixamos...
regressei ,mas não voltarei mais ao Imprimatvr .quem quiser encontrar.me doravante terá de o fazer
em verso:
http://cantochao.blogspot.com
em prosa:
http://pontocardealnorte.blogspot.com

porque o Imprimatvr cumpriu.se!!!!!

ps - um beijo .espero.vos ,se tiverem a pachorra de me aturar e ler nas direcções acima indicadas .gozem as férias .eu continuo disfrutando.as ,ao máximo ,em outros lugares e latitudes .mas vou estando ,também ,por aqui/ antes ,por ali ... até!!!!!!!

ailéh disse...

ola emilia obrigada pela visita , deixo um beijo terno.

ailéh disse...

Irene

Obrigada pelas tuas palavras, as portas são sempre passagens para novos momentos.

beijos

ailéh disse...

Tozé
um beijo para ti
quem agradece o convite sou eu.

ailéh disse...

magarida bem vinda ao sonho.

ailéh disse...

JJJ. existem sempre memórias a viver dentro de nós

um abraço

ailéh disse...

O sal da minha pele...
obrigada pelas tuas palavras

um abraço

ailéh disse...

nilson
volta sempre..
gosto de te ver para aqui.

beijo

ailéh disse...

leonor
um enorme beijo

ailéh disse...

daniel
saudades das tuas palavras
também.
um beijo

ailéh disse...

mateso as memoóias ficam dentro de cada um de nós

um beijo