segunda-feira, junho 18, 2007

Palavra

Em
viagens mágicas
sussurraste-me
o crepúsculo ~
o por do sol
o brilho do mar
e do olhar

sussurraste-me
o desabrochar da
flor agreste de um campo
sem limites nem fim

e foi no teu sussurro que viajei
estrela a estrela
numa noite de verão sempre presente

sussurraste-me palavras
sonhos ,
paixões
corpos,
desejos ,
e magia

trocámos sorrisos perenes de uma primavera
plantada dentro de cada um do nós
nessa viagem faltou a mais importante
importante palavra
a
palavra
Amor.


Ailéh

7 comentários:

Gregorio Salvaterra disse...

Só falta mesmo um chá Sugiro perpétua roxa E uma porta no tempo

Abraço

caminhos disse...

Temes poeta. quem havera de dezeri questa menina escreveria ensim. Pois tome lá beges.

Fuser disse...

Ailéh

O Outono se despede.


fuser

daniel sant'iago disse...

Por isso foram só sussurros...
Com amor... são GRITOS!
Beijo.

Irene disse...

convidei-te para falares de livros; passa por lá para veres...

gabriela r martins disse...

bem ,Meia Leca!
já tinha sódades de lere qualquere cousinha com jête e à manêra .mecêa quande crescere inda ade sere uma MULHERE muita maluca .é.lhe deseje muita sorte p'lo caminhe e más uns troques p'ra poesia .pôs vou.me pr'ó mê barraque c'oje temes tempestade da costa .se temes ,miga!!!!!
eheheheheheheeheh ( iste é do psidep )

Makejeite disse...

Olha, fiquei fan dos teus blogs, prontes! mas achoq ue no meu não vou por museca, xuprimentê mas na gostê!

Eu só gosto dos oldies.
e tar a por pink floyd, RS, GFenesis e stuf assim não dá para ouvir e ler e ver e o raio. Fica assim e obrigadinho pras dicas