quarta-feira, janeiro 17, 2007

despertar

Desperto na tua audácia.
Os meus sentidos buscam
o sabor a café da tua boca,
aquele último beijo.

Tacteio os retalhos de uma tela colorida ao fim do corredor,
onde
busco a suavidade da tua pele .

Ecoa no meu ser a tua voz e leva.me ao norte
de um sempre sul perdido em mim.

Respiro e sinto a vida
versus morte

Desço pausadamente pelos degraus em pedra
neste negrume onde estou.

Encaminho.me fixo o espelho e sonho.te por instantes,
recordo.te em memórias , em formas, em gestos,
no aconchego do teu sexo


Deito à cara água gelada

E o dia começa aqui.

Ailéh

26 comentários:

Teresa Durães disse...

a norte, claro!!

uma caturra sem penas

antídoto disse...

clap, clap, clap...

caeser disse...

a sul ,claríssimo!!!!

numa pontuação de 0 a 20 ,dar.te.ia 16 ( conheces esta nota? eheheheheeh !!! só para chatear )

bêjes ,Meia Leca!

( olha a Caturrinha voltou .boa!!!! )

lisa disse...

Bonito e sentido...

Beijo.

Teresa Durães disse...

(não respondeu nada! :P)

ailéh disse...

óh teresinha... desculpa mas quem já anada meio desnorteada sou eu, respondi no debaixo.

beijinhos
tu vê lá se me das lustro a essas penas ... :-))))

ailéh disse...

migo antidoto...
deveria agora, arquear.me para a vénia?
ehheheh

ailéh disse...

conheço muito bem a nota esse número como diz o amigo paulo o gonzo ... sei te de cor

e vinda de ti sei o quanto vale ,,, fico inchada que nem uma perua pro manjar...

beijos

ailéh disse...

lisa
eu já não sei se o que é sentir / sentido, e dificil de entender,

beijos

Teresa Durães disse...

não descobri resposta nenhuma e quem está desconcentrada pensava que era eu.

dá lustro às penas? para ter os tipos todos atrás de mim?

és doida?

casa museu disse...

Ailésinha cal negrume nem falta de anconchegue que lá isse?....eheheh
O Poema é bom e tu ...como diz a Caturrinha dá lustro ás penas...mas tu na precisas de dar lustro já assim es brilhante.
beijo

gabriela r martins disse...

iste anda tude marade ... e é 'tou.me aqui ,nã tarda ,a dare uma marrada na parede a vere se me passa a dôre na molêra!!!!!
algum de mecêas tem melhore solução?
deveras que nã têm? atão vou.me à dêta .amanhã vou.me a dare ó corpe ... vou.me a fazere genásteca ... ehehehe ... o je!!!!!! já me ri da 'nha figura!!!!!

bêjes ,Meia Leca!

( e nã digue más nada senã o cumpadre foge outra vege )

Conceição Bernardino disse...

Divinal


Amigo,
Parte integral de liberdade
Alguém com quem saboreamos tudo
Expulsamos o preconceito, ambiguidade
A quem oferecemos o olhar mudo
Amigo,
Não importa quem és,
De onde vens
Se estás presente ou ausente!
Amigo,
Alguém que sinto
Que está sempre comigo...

Conceição Bernardino
Tenham uma boa semana com muito amor

Meus blogs http://amanhecer-poesia.blogspot.com

http://sentidos-visuais.blogspot.com

Tangerina disse...

Estiveste bem, moça. Gostei da parte em que deitaste água gelada à cara :) Beijokas

Anónimo disse...

Não nos conhecemos.
Parti ontem dessa terra ao sul, terra adoptiva - não sabendo eu se a adoptei se ela me adoptou.
Parti ontem, e já hoje navego, à procura dos lugares que a minha varanda, agora vazia, deixa ver em dias quentes e frios. Procurei por estes dia o porquê dessa paixão que me liga a Silves, Sevilha e Marraquexe.
Não encontrei resposta. Mas sei que voltarei a perguntar. Noutro dia, na mesma varanda.
Obrigado pelo blog.

JCS

daniel sant'iago disse...

Um des(p)ertar para a dureza da vida?

ailéh disse...

oh teresinha, não não tens essa esclusividade, eu ando em pleno despiste sempre. beijocas bom domingo

ailéh disse...

olá casa museu, mas às vezes temos de renovar a penugem, çpor causa dos maus agoiros ... :-))))

um abraço

ailéh disse...

Olha a gabrelita a fugir na passadeira, vamos ter de filmar,,,
vamos pois...deve ser um pratinho...toca a correr que ainda vai ser campiã da maratona!!! toca a andar!!!
beijocas

ailéh disse...

Conceição
obrigada pelo seu texto amigo, bem vinda...

um abraço

ailéh disse...

Tangerina , também foi da parte que mais gostei moça, né que fiquei com as vistas lavadinhas melher...
beijos e assim

ailéh disse...

JCS

partiu da cidade, desta cidade onde as varandas se debruçam em olhos posto sobre o arade, aquele rio que nos faz navegar em sonhos através do seu serpentear.daquelas àguas paradas no tempo onde as marés já foram cheias de vida.
partiu da cidade / reino de outros tempos.
Obrigada pela visita, agora este sonho é seu.
um abraço ao desconhecido

ailéh disse...

Daniel ,
não!! um despertar para vida que apenas os sonhadores conhecem,um despertar em sorriso para vida em sereno sentimento.

um beijo

Teresa Durães disse...

deito um poço inteiro de água gelada à cara para ver se acordo. tá dificil e lento. e não quero exclusividade, podes ficar com os despistes todos, baralhada e afins!!! nã quero nada disso para mim!

bejes

Freyja disse...

DESPERTAR A VECES ES SENTIR MIL EMOCIONES Y SUCESOS
ESTA BELLO
BESITOS Y CUIDATE



BESOS Y SUEÑOS

ailéh disse...

Freyja
que bom rever-te.
estava com saudades tuas
um excelente semana
beijos e mil sonhos