quinta-feira, agosto 31, 2006

um direito inalienável de um escrevinhador...

... fazer uma pausa
... quando a escrita, não surge em livres pinceladas

sobre o puro esquisso de papel..


Ailéh

6 comentários:

lisa disse...

Tens todo o direito.

:-)
:-)

daniel sant'iago disse...

... e tens toda a razão! Mas... escreve para que não seja tarde...

Hoje, deixo um beijo.
daniel

dreams disse...

pincela sempre os teus sonhos...

um beijo doce *
“·.¸Dreams¸.·”

al-jib disse...

não ,não tens razão
.
.
.
um escrevinhador ( admitido na acepção de aprendiz ,deve praticar ,diariamente ,a escrita ,a fim de tornar-se um escritor )
.
.
um escrevinhador ( admitido na sua vulgar acepção - mau escritor - deve ,igualmente ,escrever ,mais do que uma vez por dia , a fim de tornar-se um mediano escritor )
.
um escrevinhador [ admitido ,por fim ,na dupla acepção de escritor e desenhador ,daí escrev(er) + ( dese)nhador ] tem de praticar ,diariamente ,as artes do desenho e da escrita ,a fim de tornar-se um GÉNIO

logo ,deixa-te de fitas e preguicites agudas e toca a blogar

"bejes"

e se te desculpas com o Juanito ,levas!!!!!

O'Sanji disse...

Ailéh,
Já tinha saudades tuas!
Voltaste? Espero que sim!
Um beijo do Norte

nikonman disse...

Obrigado pela visita à Praça.