quinta-feira, junho 22, 2006

deito-me à sombra da noite
e espero
que te diluas nos sonhos
como o deserto num rio

Teresa Tudela in T a Bernardim, Campo de Letras

4 comentários:

daniel sant'iago disse...

A imagem (das palavras) é extremamente adequada.
A simplicidade...

daniel

sugcrasis disse...

... não seria melhor o rio no deserto?
E se for o um rio no outro?
E se as Tágides se juntassem com as Arágides?
1Bj
Sugcrasis

al-jib disse...

Sugcrais, com que então obcecado pelas Arágides
,hem!?
.
.
.
passou-se
.
.
algo pior
.
porque ,neste caso ,são as Arágides com as Dourágides ,meu amigo
.
.
.
as Tágides estão no defeso
.
.

( uma escolha felicíssima - este poema da Teresa )
.
bato palmas e peço bis
.
onde é que eu já escrevi isto
?

. disse...

muito feliz a escolha deste pequeno ,mas belíssimo ,poema da Teresa Tudela
.
.
"T a Bernardim" ,aconselha-se ,a quem gosta ,mesmo ,de boa Poesia
.