segunda-feira, maio 22, 2006

eu
sou
o silêncio a pulsar
nas mãos enfeitadas
por flores de almíscar
colhidas
no verão
dos sonhos
confiscados
tu
és
o beijo
roubado
a Kraiene.


al-jib,neste espaço

3 comentários:

al-jib disse...

na seia perqueia mas conheço este poema ...
obigada miuda por tê-lo publicado ... a modos que fiqueia cum bergonha ...

beijis aos molhos
.
.
( isto é o berbere a falar português ... é o que dá! )

sugcrasis disse...

Kraiene voltou a respirar.
Sigo-lhe o rasto.
Conheço o seu perfume.
Parece-me que a vou reencontrar.
Parabéns al-jib
Sugcrasis

al-jib disse...

tens a primeira resposta no Ksar Ash-Sharajibe, sugcrasis ...

EHEHEHEHEHEHE

( a gargalhada demoníaca de Melchom )