sexta-feira, maio 05, 2006

Destino

Respiro a brisa
Do perfume que deixaste
Respiro o teu corpo de mar
Os teus olhos
E a tuas mãos
Que embalam
O meu sonho


Porto
De onde nunca parti,
Tu és o destino
Onde me deleito.

Jorge Neto Melo

1 comentário:

daniel sant'iago disse...

Um porto com cais... um porto na ribeira onde caio...
daniel