quarta-feira, abril 26, 2006

pedido

a sede do infinito em planície
gretou-me os lábios
secou-me a boca e a língua

o trilhar guloso dos carreiros
entre sobreiros e cores
fatigou-me o corpo

dá-me meio púcaro de barro
de vinho branco fresquinho
dá-me regaço e berço embala
dono pulsar do teu sangue
no palpitar do teu peito

e se eu adormecer
acorda-me com frutos silvestres
um segredo e um beijo de teus lábios

daniel,neste espaço


5 comentários:

al-jib disse...

já que a menina pede ...

na minha ronda diária, antes de recolher

... registei o seu pedido ...

e, como prefere a resposta?

só ou acompanhada?

( posso recolhê-la, amanhã? )

ailéh disse...

amanhã a sós... pode ser?

1 bj

daniel sant'iago disse...

É um sonho estar aqui contigo...
Beijo.
daniel

al-jib disse...

já não pode ser a sós ...!
alguém se intrometeu entre nós.
1 bj

ailéh disse...

não faz mal ... não há nada como estar a sós em casa cheia...heheh