segunda-feira, abril 10, 2006

Homenagem a Garcia Lorca





Em teu “Romancero Gitano”

aprendi passos de dança

pinhos verdes que se enlaçam

rosas do ventre saídas.

Aprendi sangue moreno

vestindo bordado fino

o corpo de monja nua

em noites de lua cheia.


Às Portas de Guadalquivir

“Torres Heredia “ morreu

morrendo de ti, morte vida

Ai Frederico, adivinhada morte.


Em tua vida de luta

aprendi passos de vida

papoilas que se entrelaçam

força de dentro saída

Aprendi o “ Canto Fundo “


vindo do fundo de ti


“ Bodas de Sangue” inspiradas


em bodas que não tiveste.


Teu sangue , Manto bordado


na morte feito poema:


Por “ Viva la Vida “ morreste.



Ai Frederico, a tua morte é vida.


Ai Frederico!

Poema Glória Maria Marreiros e Foto João Parassu

1 comentário:

ARABESCOS EM VARANDAS GREZ disse...

fizeste muito bem em ter escolhido este magnífico poema da Queen Glory"!
1 bj.