sexta-feira, março 31, 2006

os poetas apagam a realidade...

... Havia ordem do mundo

e meia hora para nós,

meia-hora que não foi como queriamos

meia-hora em que cada um de nós nos prejudicava

habituados que estávamos a não nos termos visto nunca.

Levámos meia-hora que afinal só começou depois de terminada

ao despedirmo-nos até à vista.


E até tornar a ver-te

eu não senti, nem a fome , nem a sede

nem outra vontade que tu,

fiz como os poetas que apagam a realidade

para lhe pôr outra melhor por cima.


Almada Negreiros ( inédito)

2 comentários:

ARABESCOS EM VARANDAS GREZ disse...

miúda!
valeu a pena ... a música está um espanto.
cuida um pouco mais dos "posts", porque convém não levar tanto tempo sem publicar.

ARABESCOS EM VARANDAS GREZ disse...

quando não te perdes no tempo, vale a pena vir aqui...
um blogue inteligente!